O Programa Cozinheiros do Amanhã

Cozinheiros e jovens chefes que cozinham em casa, nas feiras gastronômicas e partilhando mesas com os amigos não param de surgir em nossas cidades, casas, praças e pequenos comércios. São artistas que ainda não são conhecidos e que um dia vão abrir seus cafés, bistrôs, restaurantes, padarias e vendinhas.

São os COZINHEIROS DO AMANHÃ.

 

Foto: Leo Aversa

Para promover a aproximação desses novos cozinheiros e empreendedores com o conceito da alimentação do amanhã, a FAZENDA CULINÁRIA criou um programa de residência. Um curso livre e gratuito, com duração de 3 meses, onde há a oportunidade de aprendizado prático, em uma casa que oferece estrutura, equipamentos, profissionais e a compreensão dos processos sustentáveis.

Os residentes conhecerão a fundo um empreendimento de gastronomia e a cadeia em que atua. São 3 módulos de aprendizado, que abordarão o negócio, a sustentabilidade e a relação com a sociedade.

 

No primeiro módulo, os residentes acompanharão o cotidiano da FAZENDA CULINÁRIA, no MUSEU DO AMANHÃ, para desenvolver as principais competências necessárias para a criação e gestão de seus negócios. Será exposto aos três principais modelos de operação na indústria de alimentação: Serviço em Restaurante – onde é realizado o consumo imediato dos alimentos, Serviço no Café – onde o alimento deve passar por uma exposição e Serviço de Eventos, onde é seguido o modelo de catering.

 

O segundo módulo terá o foco de desenvolver o viés da sustentabilidade, onde os residentes passarão por uma experiência agroeducativa. Em uma imersão de 4 dias na FAZENDA BANANAL, em Paraty, discutiremos a cozinha da mata, da fauna e da terra.

 

Anualmente, será concedida uma bolsa para o Cozinheiro do Amanhã com melhor desempenho para participar do terceiro módulo em um curso em Comunicação e Gastronomia, ministrado pela jornalista Juliana Dias, na Facha (Faculdades Integradas Hélio Alonso), em Botafogo.

Entre os assuntos abordados estão a crítica gastronômica, o marketing, a publicidade, o mercado editorial e a fotografia. A proposta é discutir é aproximar a comunicação da gastronomia, e como essa relação se consolidou na literatura e no jornalismo.

PÚBLICO: cozinheiros futuros empreendedores
FAIXA ETÁRIA: a partir de 17 anos
VAGAS: 12 alunos por ano
SELEÇÃO: ser cozinheiro e já ter alguma experiência em comidas de rua, feirinhas ou foodtruck, ou ser estudante de
gastronomia. As principais habilidades determinantes para a inscrição são a vontade de aprender e a dedicação.
HORÁRIO: terça à domingo, das 9h às 16h. Não há remuneração para os participantes.
É um programa de treinamento sem custo nem remuneração.

Inscrições para o primeiro semestre de 2018 encerradas (Atualizado em 12 de Março de 2013).

 

Apoiadores: